Nutricionista Rosana Perim dá dicas para uma ceia saudável

Ceia de Natal e Reveillon

É importante substituir ingredientes ou preparações mais calóricas por alimentos ricos em fibras, vitaminas e sais minerais, que vão auxiliar na digestão e no controle do diabetes, hipertensão e colesterol

O Natal está chegando e, com ele, a preocupação do que preparar para a ceia nesta noite tão especial. Ninguém precisa deixar de comemorar com prazer essa data importante. E, pensando nisso, Rosana Perim, nutricionista e gerente de Nutrição do HCor (Hospital do Coração), dá algumas dicas para a elaboração de uma ceia saudável, equilibrada, com alimentos de baixo teor calórico, menos gordura e açúcar, além de incluir verduras, frutas e cereais integrais.

Nesta época do ano muitos alimentos calóricos fazem parte das ceias de Natal e Réveillon, além de bebidas alcoólicas, doces e guloseimas. Porém, com a proximidade das comemorações, vem à tona a preocupação de como se alimentar corretamente, sem abusos e prejuízos à saúde do corpo e do coração.

Rosana Perim elenca algumas dicas para quem está procurando um cardápio que foge ao habitual, para celebrar as festas com os amigos e familiares. “É importante substituir ingredientes ou preparações mais calóricas por alimentos ricos em fibras, vitaminas e sais minerais que vão auxiliar na digestão e no controle do diabetes, hipertensão e colesterol”, esclarece a nutricionista.

Uma ceia saudável deve seguir algumas regras para que não se torne prejudicial à saúde. “O consumo excessivo de alimentos mais calóricos e gordurosos, ausência de fibras, abuso de doces, carboidratos e ingestão exagerada de bebida alcoólica são fatores capazes de inverter as expectativas de uma refeição saudável”, explica Rosana Perim.

Dicas da nutricionista para uma ceia saudável

As carnes da ceia: as melhores opções para o Natal são as carnes de peru e chester. Pernil e tender podem fazer parte da ceia, mas nada de exageros. Caso haja mais que uma opção de carne, opte apenas por uma. “E lembre-se, independente de qual for a sua escolha, deixe sempre a pele de lado. Mesmo sendo considerada a parte mais saborosa, ela é rica em gordura. Uma boa dica de carne magra e saudável é o lombo de porco”, aconselha.

Frutas oleaginosas: as frutas oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas) são características dessa época do ano e também são ótimas fontes de gorduras boas, vitaminas e minerais, que irão proteger o coração. Em contrapartida, são alimentos calóricos. Por isso, evite servi-las como aperitivos. “Uma dica é utilizá-las com o arroz ou na salada, deixando as preparações diferentes e mais saborosas”, diz.

E a farofa de Natal? A farofa é mais uma das preparações que pode ser um acompanhamento saudável para a ceia de Natal. Para isso, evite prepará-la com bacon, linguiça, ovos e presunto. Seja criativo e use outras opções também natalinas em seu preparo como o damasco, ameixa, uva passa e até mesmo castanhas. “Outra sugestão bastante saudável é acrescentar vegetais como cenoura ralada, abobrinha e couve, que deixam a receita leve e colorida”, sugere.

Saladas: as saladas continuam sendo as melhores opções de entrada para as refeições. E para a ceia de Natal não seria diferente. Elas são ricas em vitaminas, minerais e fibras, que vão proporcionar a sensação de saciedade, evitando exageros durante a noite. “A sugestão é incluir no cardápio no mínimo três opções diferentes de saladas, e evitar preparações com molhos a base de creme de leite, dando preferência para os feitos com o iogurte desnatado ou frutas”, esclarece.

Sobremesas: frutas natalinas são as melhores alternativas. Para a sobremesa, as frutas frescas como melão, melancia, uva, pêssego, figo, cereja e ameixa sempre são as melhores opções, por terem poucas calorias e fornecerem diversos nutrientes para o nosso corpo. “Evite consumir uma grande quantidade de frutas nas versões secas e cristalizadas, pois elas contêm o dobro de calorias. Para os adeptos dos doces, o ideal é preparar uma única opção de sobremesa e evitar, assim, um consumo muito maior de calorias”, pontua a profissional.

Bebidas alcoólicas: cuidado com os exageros! O consumo exagerado de bebidas alcoólicas pode contribuir com o aumento do peso, principalmente as destiladas, que são mais calóricas. “Como estamos na estação mais quente do ano, é importante lembrar da ingestão de líquidos, principalmente a água. Sugestão para as águas aromatizadas, onde são misturados pedaços de frutas ou ervas. Elas são menos calóricas e ótima opção para refrescar nos dias e noites quentes”, finaliza Rosana Perim.

.