Operação Rodovida : PRF registra queda em mortes em acidentes durante festas de fim de ano

Operação Rodovida Policia Rodoviaria Federal PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) contabilizou 2.769 acidentes em rodovias federais entre 23 de dezembro de 2016 e 1º de janeiro de 2017 e queda no número de mortes. Os dados fazem parte da ‘Operação Rodovida’, que começou dia 16 de dezembro de 2016 e vai até o início de março de 2017

De acordo com balanço da PRF, os acidentes resultaram em 2.868 feridos e 225 mortos. Durante o período, foram registrados 500 acidentes graves, aqueles em que há pelo menos um ferido grave ou uma morte.

Os números apontam uma diminuição de 10% nas mortes registradas em comparação ao período de festas de Natal e Ano Novo de 2015/2016. No período anterior foram contabilizados uma média diária de 25 mortes, neste ano foram 22,5 mortes diárias entre 23 de dezembro e 1º de janeiro. A queda também foi registrada no número de acidentes graves. Entre 2015 e 2016, a PRF teve média diária 68,2 registros. Em 2016/2017, foram registrados 50 acidentes graves por dia.

Ao todo, policiais rodoviários federais fizeram 62.419 testes de bafômetro em todo o país, o que resultou em 223 pessoas detidas. Em todo o Brasil, a PRF fiscalizou 176.863 veículos e 196 mil pessoas durante o período de festas de Natal e Ano Novo. Também foram contabilizados 77.489 autos de infração. Os radares de velocidade da PRF registraram imagens de 83.311 veículos transitando com excesso de velocidade em rodovias federais durante o período de final de ano.

Como foi em 2015

Balanço divulgado na sexta-feira (2.1.15) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) informa que, entre os dias 27 de dezembro de 2014, primeiro sábado após o Natal, e a quinta-feira, dia 1º de Janeiro de 2015, feriado prolongado de Ano-Novo, houve 127 mortes, 1.592 pessoas ficaram feridas em 2.135 acidentes nas rodovias federais. Apesar de altos, os números apresentados pela PRF demonstram uma diminuição em alguns dos índices relativos a acidentes nas rodovias do país.

O relatório da PRF aponta redução de 47% no índice de acidentes considerados graves (aqueles que resultam em, ao menos, um ferido grave ou um óbito), o que levou a uma redução de 26% na taxa de mortalidade e de 25% na taxa de feridos na comparação com o Réveillon 2013/2014.

Os números também são menores que os registrados no Natal, quando 183 pessoas morreram (30% mais que no Ano-Novo), 2.224 ficaram feridas (aumento de 34,47%) e foram registrados 3.258 acidentes (número 34,47% maior que no Ano-Novo).

De acordo com a PRF, isso ocorre porque o movimento nas estradas no Natal é concentrado e uniforme, com fluxo intenso de veículos em todas as BRs, ao contrário do que ocorre na época das festas de Réveillon, quando o volume de tráfego é direcionado para as regiões litorâneas.

Segundo a PRF, 822 pessoas foram flagradas dirigindo após consumir bebida alcoólica e a cada 53 testes um condutor foi autuado ou preso e 135.649 pessoas fiscalizadas no período nas rodovias federais.

Agência Brasil