Marchezan, a ‘desilusão’ : Prefeitura de Porto Alegre cancela pelo segundo ano consecutivo a festa de Réveillon

Porto Alegre Sem Reveillon - Marchezan Porto Alegre Abandonada


Marchezan, a desilusão – Porto Alegre sem Réveillon – Abandono e Desmonte da Capital gaúcha – A triste Porto Alegre de Marchezan

A tradicional festa de Réveillon promovida havia 25 anos pela prefeitura municipal de Porto Alegre foi cancelada pelo segundo ano consecutivo por falta de recursos. A decisão é um retrato da amórfica e incompetente gestão do prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB) que em 11 meses buscou retirar direitos, ofender servidores, aumentar impostos e desmontar o patrimônio público. 

Amórfico ou incompetente
O prefeito teve 11 meses para buscar apoio da iniciativa privada para fazer o Réveillon 2018 em Porto Alegre. Não conseguiu. Fala, fala em parcerias, mas não efetiva. Amorfismo ou incompetência. O prefeito também teve tempo para buscar soluções para o Carnaval 2018. Será que conseguiu ? Ou mais uma vez, vamos ouvir blá, blá, blá da falta de dinheiro e da caótica  situação financeira ? Onde está o balanço com os números ? A Câmara de Vereadores e Tribunal de Contas estão fazendo as devidas observações ? Porto Alegre de Marchezan (PSDB e PP) é triste !

Para amigos e elite. Contra João’s e Maria’s
Seu governo tem verba para aumentar salários dos Secretários, aumentar o número de CC’s e até para financiar o documentário da desqualificada ação da  ‘Prefeitura nos Bairros’ ( uma  propaganda pessoal com dinheiro público ). É lamentável, uma cidade ter na sua gestão um Prefeito que não age em prol dos interesses da população, que trabalha apenas para garantir os interesses de uma elite. João’s e Maria’s foram enganados numa bela campanha eleitoral. Uma mentira, uma farsa. A imagem de Nelson Marchezan Jr. é tão ruim, que mesmo sendo prefeito da Capital do Rio Grande do Sul, não apareceu na propaganda política local do PSDB.

Marchezan fora da propaganda do PSDB ?
Constrangimento até dentro do partido que colocou no ar uma propaganda com discurso vazio, verborrágico, sem apresentar soluções claras, com conteúdo e palavras abstratas para enganar eleitor ‘desatento’. O PSDB gaúcho, através de Marchezan e sua equipe de CC’s e empresa de consultoria contratada, não consegue gerenciar a Capital do Rio Grande do Sul, e mesmo assim, se julgam aptos para se candidatar ao governo do Estado. Uma coisa é administrar uma cidade como Pelotas, com uma população de 343.651 habitantes e área de 1 609 km². Outra é administrar Porto Alegre que possui mais de 1,4 milhão de habitantes dentro dos limites municipais e uma área de 496,682 km² e que interage ainda com cerca de 4.276.475 habitantes da região metropolitana. Na Capital, o PSDB não tem nada para mostrar de razoável, bom ou ótimo. Marchezan entregar o cargo por incompatibilidade.

LEMBRANÇAS

O último evento na Virada do ano na Capital gaúcha  foi em 2016 e contou com cerca de 35 mil pessoas no Parque Marinha do Brasil. A programação teve apresentação da escola Imperadores do Samba, Renato Borghetti, banda Chimarruts, Bandavanera e 15 minutos de fogos.


Prefeito Marchezan : gestão focada em aumento de impostos, retirada de direitos, incompetência, perseguições, abandonos e desmontes

Nelson Marchezan Jr PSDB: uma catástrofe como prefeito
*por Fábio Juchen editor de sortimentos.com

AUMENTOS CONTRA
:: aumento no número de CC’s e projeto de aumento de IPTU
RETIRADA DE DIREITOS
:: Segunda passagem gratuita no transporte público por ônibus
ABANDONOS
:: mobiliário público, praças e ruas
PERSEGUIÇÕES, OFENSAS E PARCELAMENTO
:: os servidores públicos municipais são vítimas frequentes do seu ódio
DESMONTES
:: do projeto de educação, da Carris e Dmae
FALTA DE TRANSPARÊNCIA
:: falta de divulgação do caixa da Prefeitura
INCOMPETÊNCIA E DESCASO
:: a EPTC não cobrou nem fiscalizou a renovação da frota do transporte público por ônibus paga por usuários através de percentual incluso no valor da passagem e prevista em licitação recente. Uma apropriação indébita dos concessionários com conivência da gestão pública municipal. Descaso com os usuários do transporte por ônibus através do aumento de intervalo entre um veículo e outro aumentando o número de passageiros transportados em pé para garantir os lucros e resultados financeiros dos concessionários. Os privilégios aos concessionários também garante aos prestadores do serviço, a retirada  aos sábados, domingos e feriados, de veículos que fazem o transporte direto do bairro ao centro vice versa, exigindo do passageiro a ‘baldeação’, sendo necessário o uso de dois ônibus, acarretando duas esperas e maior tempo de viagem.

“Votei em Marchezan. Sinto que fui enganado. Acreditei na sua Porto “Alegre”. Hoje, percebo o erro na escolha. Suas intenções e ações como prefeito são todas em contrário com aquilo que propagou no período de campanha. Sim, a campanha eleitoral foi uma farsa. Associo o nome de Nelson Marchezan JR com mentiras, má índole, incompetência e com uma interminável lista de adjetivos negativos. Pior, ele ser meu empregado e não poder demiti-lo, por justa causa. Marchezan propôs um projeto e realiza outro.

.