Vai beber ? Saiba o que fazer para que a ressaca não prejudique as festas no Fim de Ano

Ressaca de Fim de Ano Como evitar

Está aberta a temporada das festas e encontros: visita de familiares, happy hours com os colegas de trabalho e amigo-secreto, são algumas das comemorações típicas de fim de ano. No entanto, algo a mais pode acompanhar estes compromissos: a ressaca. Para quem costuma ingerir bebidas alcoólicas, principalmente nesta época do ano, o excesso pode ser o inimigo do bem-estar e da saúde. Segundo Sofia Sesti, nutricionista da Clínica Plena, que também atende pela Unimed Costa Oeste, a ressaca é um conjunto de sintomas da intoxicação ocasionada pelo álcool. “O organismo acaba sobrecarregando diversos órgãos, principalmente o fígado, na tentativa de absorver o álcool ingerido”, explica. A nutricionista complementa que o fígado continua produzindo enzimas para processar o álcool, mesmo que o consumo já tenha sessado. “Essa ação causa um desequilíbrio no metabolismo e até mesmo o sistema nervoso – que já havia se habituado com o excesso, pode sofrer com a ‘abstinência’ do álcool”, complementa Sofia.

 

“Síndrome do dia seguinte”

Os sintomas da ressaca podem contemplar: enjoo e diarreia, dores no corpo, dor de cabeça acentuada, desidratação do organismo com a sede excessiva e fotossensibilidade, caracterizada pela irritação dos olhos no contato com a luz. “Além disso, as mulheres estão mais propensas a sofrer com a ressaca, devido as taxas de hormônio feminino, que são menos tolerantes ao álcool do que nos homens”, ressalta.

 

O que fazer?

Para não acabar com a noite de festas e acordar com uma ressaca no dia seguinte, é essencial hidratar o corpo antes de beber e, claro, não abusar do álcool. “A dica é ingerir água ou um copo de suco natural antes de aderir as bebidas alcoólicas. Entre um copo ou outro de vinho, por exemplo, tomar água faz com que os efeitos da bebida não tenham tanta intensidade e a ressaca pode ser evitada”, detalha. Uma refeição leve antes de beber também cria uma camada protetora no estômago.

Já para quem abusou do álcool e acordou com “direito” aos sintomas citados, a nutricionista explica que o consumo de líquidos auxilia na recuperação do corpo. “O consumo de água, água de côco, isotônicos e sucos naturais ajudam o organismo a expelir o álcool”, orienta. Frutas e legumes de cor verde escuro também são indicados, pois fornecem as substâncias ideias na desintoxicação do fígado. A nutricionista finaliza com uma dica de suco, que pode ser feito em casa e ajuda no restabelecimento do organismo: uma fatia de melão, meio pepino japonês com casca e 300 a 500 mililitros de água, conforme preferência de quantidade. Bater todos os ingredientes no liquidificador, coar e beber. “Na ressaca, a quantidade de água diária que é de 35 mililitros por quilo do peso total da pessoa, passa para 45 mililitros”, finaliza.

.