Vendas no Natal 2015 – Varejo registra retração de 5,2%, aponta Índice Cielo

A receita de vendas do comércio varejista teve retração de 5,2% na semana que antecedeu o Natal, entre os dias 18 e 24 de dezembro, em relação ao mesmo período de 2014, depois de descontada a inflação que incide sobre a cesta de setores do varejo ampliado. É o que aponta o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), divulgado nesta terça-feira (29). No ano passado, o indicador havia registrado alta de 1,6% nessa base de comparação. Em valores nominais, o ICVA mostrou alta de 3,2% na receita de vendas em 2015 sobre o mesmo período do ano anterior.

Os setores de Drogarias e Farmácias e Recreação e Lazer foram os que apresentaram melhor desempenho no período analisado, com crescimento de 7,3% e 3,0%, respectivamente, na receita de vendas deflacionada em relação a 2014. Já os setores mais associados a compras de presentes para o Natal, – como Móveis, Eletroeletrônicos e Lojas de Departamento; Vestuário; Livrarias e Papelarias e Óticas e Joalherias – apresentaram retração na mesma base de comparação.

O indicador também apresentou queda mais acentuada ao considerarmos apenas as vendas em lojas que já funcionavam no mesmo período de 2014, sem contar com o resultado das lojas que abriram ou fecharam ao longo do último ano. Nesse grupo, a retração foi de 6,9% na mesma base de comparação – 1,7 ponto percentual abaixo do registrado pelo varejo em geral.

Em Shopping Centers, o desempenho das vendas na semana que antecedeu o Natal apresentou retração de 6,4% em relação a 2014, depois de descontada a inflação – 1,2 ponto percentual abaixo do varejo em geral.

Compras on-line

Na semana que antecedeu o Natal, entre os dias 18 e 24 de dezembro, a receita de vendas do varejo on-line registrou alta nominal de 2,6% em relação ao mesmo período de 2014 – 0,6 ponto percentual abaixo do varejo como um todo. No ano passado, o ICVA de lojas virtuais havia registrado crescimento de 16% no período – 13,4 pontos percentuais acima do registrado neste ano.

Já se somarmos também os resultados da Black Week – semana da Black Friday, maior data do varejo on-line brasileiro, e que vem se consolidando também pelo efeito de antecipação das compras de Natal – a alta nominal da receita de vendas foi de 28,8%. Em 2014, no mesmo conceito, o varejo on-line apontou crescimento de 39,4%.